Pré-escolas: aprender mais e cada vez mais cedo?

Papo de pracinha (*)

1444722355_88Tudo é muito rápido, e quando os pais menos esperam já é hora de mudar a rotina de suas crianças. Aos 3 anos e 11 meses é preciso pensar na pré-escola que frequentarão a partir dos 4 anos, até os 5 anos e 11 meses. Isso vale para todas, as que estão em casa com babás, vovós e, também, para as que já frequentavam creches.

Sim, há uma lei que obriga que todas as crianças brasileiras sejam matriculadas na educação básica a partir dos quatro anos de idade. A mesma Lei nº 12.796/2013 estabelece que a educação infantil, para crianças de 4 e 5 anos, deverá ser organizada com carga horária mínima anual de 800 horas, distribuída por no mínimo 200 dias letivos. Ou seja, pelo menos por quatro horas diárias para o turno parcial e sete horas para a jornada integral.

Por que é importante que os pais e responsáveis saibam disso? Bem, no nosso país é comum o pensamento equivocado de que as leis devam valer apenas para as instituições públicas e não, para as particulares. A primeira etapa da educação básica, que inclui as creches e pré-escolas, é de responsabilidade municipal, sejam elas públicas, particulares, conveniadas e comunitárias. Assim, as crianças completam 4 anos e uma pequena parte delas poderá continuar na instituição que já frequentavam antes, agora nas turmas de educação infantil. Às vezes há Continuar lendo Pré-escolas: aprender mais e cada vez mais cedo?