Família Uncategorized

Vamos fazer juntos esse Natal?

(*) Papo de Pracinha

texto_proprio Como disse o Frei Betto, frade dominicano e escritor brasileiro com 74 anos, “precisamos de tempos melhores para podermos ser pessimistas”. O mundo não para de se transformar, o que pode ser muito construtivo mesmo que, em alguns momentos  fiquemos em dúvida se certos modelos e comportamentos respondem às demandas contemporâneas ou, ao contrário, se apresentam como recuos civilizatórios. Mas precisamos ter forças e seguir.

Ninguém sensível e que tenha amor no coração é capaz de negar que faltam: honestidade , solidariedade, amor ao próximo, respeito às diferenças,  igualdades de oportunidades, atenção integral às crianças, só para a lista não ficar muito grande. Sobram:  consumismo, erotização precoce,  descartabilidade e  invisibilidade em relação aos outros, aos diferentes.  Falta amor, falta tempo e olhar para o entorno, de forma geral.  Isso não vem produzindo bons frutos. Por isso, desejamos valorizar determinados presentes que ficam para toda a vida, que precisam fazer parte da vida cotidiana de crianças e adultos que se amam, ações que às vezes precisam ser repetidas à exaustão pela grandeza do que simbolizam e ensinam a todos.  São elas:

  1. Ir brincar na cidade e ao ar livre com adultos, crianças, baldinhos, pás etc. As praças e os espaços da cidade favorecem os encontros marcados e também os improváveis, o contato e interação com novas crianças, adultos e esses encontros podem oferecer trocas e interações muito felizes. Somos parte da natureza e precisamos viver em conexão direta e feliz com ela.
  1. Produzir domesticamente, com as mãos juntas, adultos e crianças brinquedos fantásticos a partir de materiais de reuso. Lençóis antigos, paletós de homem, restos de  novelos de linha e de lã, por exemplo, podem dar origem a fantasias e adereços sensacionais , como máscaras, rabos de bichos etc.
  1. Decorar a casa para o Natal também pode ser uma tarefa partilhada entre adultos e crianças com um gasto mínimo de material. Andar pela rua depois de um vento mais forte favorece o encontro com galhos de tamanhos variados que podem se tornar uma linda árvore de Natal. Caixas pequenas forradas de papel vermelho,  bolas de isopor brancas ou pintadas, tampas de garrafas pet, conchinhas etc., podem ser transformados nos enfeites que serão pendurados.
  1. Para os que se identificam com os símbolos religiosos, mesmo que não sejam católicos, vale a pena conhecer e contar para as crianças a história dessa festa. Um presépio de argila pode ser construído e pintado, depois de seco. Fazer o bebezinho (tal como o menino Jesus) , sua mãe, seu pai, árvores, os animais que aquecem a manjedoura, além da própria casinha para todos ficarem, a partir de uma caixa de sapato e musgo verde pode ser mágico e delicioso.
  1. As crianças podem aprender a fazer, junto com os adultos, pães e biscoitos para presentear os amigos. Todos, juntos, colocam a mão na massa e moldam em diferentes formatos o que desejam: estrelas, bolas, árvores de natal, cavalos marinhos, o gorro do papai Noel, o próprio papai Noel.

E o quê mais? Um troca-troca de livros de literatura infantil entre as crianças. E mais ainda?

Bem, se a sua relação com suas crianças comporta tempo, amor, momentos de criação coletiva, uma valorização do bom humor, da alegria e um olhar amoroso sobre os outros, nada impede que seja comprado algum “presente de loja”  para oferecer, em nome do Papai Noel. As crianças também gostam, mesmo que não precisem apenas disso para serem felizes.

(*) Angela Meyer Borba e Maria Inês de C. Delorme

0 comentário em “Vamos fazer juntos esse Natal?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: